Quando “Best-of-Breed” é a Melhor Opção para Cadeias de Suprimentos? – Parte 1

Se a sua empresa implementou uma solução de ERP (Enterprise Resource Planning – Planejamento de Recursos Corporativos em português), é bem provável que você esteja (ou estará em breve) se perguntando se você deve expandir sua capacidade de ERP para incluir recursos de execução da cadeia de suprimentos ou se concentrar em crescer com um provedor Best-of-Breed (BoB) de sistemas de Planejamento de Cadeias de Suprimentos e Execução de Cadeias de Suprimentos (SCM/SCE – Supply Chain Planning & Supply Chain Execution systems). À medida que as empresas são confrontadas com um mercado cada vez mais apertado, elas estão buscando alavancar suas cadeias de suprimentos como uma maneira fundamental de se diferenciar.

Embora seja verdade afirmar que alguns fornecedores de ERP se aproximaram de alcançar a paridade com os recursos selecionados das soluções BoB, a realidade é que isso não é adequado para as empresas que se esforçam para usar sua cadeia de suprimentos como uma vantagem competitiva.

Ao avaliar suas opções entre os fornecedores BoB vs. ERP, normalmente concentramos nossa análise em aspectos específicos de tecnologia e integração inerentes entre os dois. Porém, a análise objetiva seria mais eficiente avaliando o impacto para a empresa e seus usuários finais, e não apenas as capacidades tecnológicas. E, embora haja valor na tecnologia, o suporte às necessidades do usuário e a transformação de suas empresas são os fatores mais relevantes a serem considerados.

Existem muitos aspectos para serem considerados para conquistar o sucesso de qualquer negócio e dois deles se destacam para uma comparação BoB vs. ERP relevante:

  1. Agilidade: A habilidade de se adaptar, transformar, e mudar rapidamente sem prejudicar a empresa.
  2. Vantagem Competitiva: Como a sua organização é diferenciada e vencedora em relação à competição.

Vamos dar uma olhada mais profundamente na agilidade e vantagem competitiva em termos da comparação BoB vs ERP.

Agilidade

A rápida evolução das demandas do consumidor varejista e a natureza flexível e adaptável da fabricação se tornam um desafio implacável e crescente, agora mais do que nunca. Ao fazer essa avaliação, preste bastante atenção nesse conceito. Vamos dar uma olhada nesses fatores que influenciam agilidade, que estão listados abaixo. E lembre-se, a “conversa de integração” é um fruto fácil de colher.

Os fornecedores de sistemas ERP fizeram da integração SCM/SCE para ERP uma pedra angular de sua proposta de valor.  A suposição é que, devido ao fato de suas capacidades estarem na mesma plataforma, elas são fortemente integradas e requerem menos trabalho para implementar e manter. Em alguns casos, esse pode ser um argumento valioso, porém os clientes estão começando a descobrir que isso pode ter um alto custo.

Ao projetar a solução integradora, os fornecedores ERP oferecem duas escolhas, que são fortemente integradas ou acopladas fracamente. O fornecedor pode tentar vender a solução como “independente de ERP” para evitar ter seu produto conectado com o grande investimento necessário para implementar o ERP. No entanto, se considerarmos que o fornecedor de ERP geralmente presume que eles são o único fornecedor, suas capacidades de integração externa são muitas vezes construídas como uma reflexão tardia ou como um requisito mínimo necessário para satisfazer as expectativas de negócios do cliente. “Independente do ERP” exigiria que essas soluções dependessem de sua capacidade de integração externa sub otimizada. Então, quase que exclusivamente, eles optam por integrar-se fortemente à solução ERP central.

Aqui é onde a questão da agilidade começa a fazer diferença. Embora o ERP central tende a permanecer relativamente estático ao longo do tempo, as soluções SCM/SCE precisam evoluir de forma muito mais dinâmica, pois refletem a mudança de paisagem muito mais diretamente. O resultado líquido dessa estratégia fortemente acoplada é que a solução SCM/SCE não pode evoluir sem impactar diretamente a implementação ERP que é necessariamente estática, estável e avessa ao risco. A perda de agilidade continua à medida que o sistema de planejamento não pode se adaptar sem introduzir riscos e mudanças na solução ERP.

Por sua vez, os fornecedores de BoB sempre se basearam na interação com sistemas externos. Suas estratégias de integração foram desenvolvidas para serem flexíveis e robustas, já que essa é uma necessidade em cem por cento de seus projetos bem-sucedidos. O resultado são soluções complementares, porém fracamente acopladas. O benefício dessa estratégia é que as mudanças nos objetivos, atualizações que aproveitam a inovação e novas estratégias empresariais podem ser acomodadas sem interromper a operação comercial central, como o ERP. O resultado líquido é uma solução SCM mais ágil com inovação mais frequente e com custo total mais baixo. Isso também reduz os potenciais custos de performance e manutenção do ERP, que se tornou cada vez mais uma preocupação comum ao longo dos últimos anos.

Vantagem Competitiva

A vantagem competitiva baseia-se na ideia de agilidade com fatores adicionais nesta avaliação. Ao projetar as soluções SCM/SCE, o foco para o ciclo de vida do início e meio da maior parte do desenvolvimento é a construção de requisitos fundamentais para atender a essa necessidade comercial. Esses elementos fundamentais são os requisitos mínimos para garantir seu lugar na mesa. Você provavelmente ouvirá a frase “ajuste de 80%” da solução originalmente ERP em algum momento durante seu processo de seleção. Na prática, isso normalmente significa algo entre 50 – 80 por cento. Se aceitarmos que a base seja construída primeiro, também sabemos que os diferenciais, sua vantagem competitiva, estarão nesses 20 – 50 por cento faltante. Se essa vantagem for importante para você, o fornecedor BoB é a direção que você procura.

Finalmente, todos os ecossistemas são limitados pelo seu link mais fraco. Se um dos componentes no modelo “uma fonte, um fornecedor” da solução ERP não estiver à altura da tarefa, isso impactará todo o valor a jusante de forma definitiva. Aquele ajuste de 50 – 80 por cento? Irá afetar o valor de todas as soluções que interajam com ele.

Em futuros artigos no blog, exploraremos algumas das áreas funcionais específicas que também precisam ser avaliadas e compreendidas para que você faça a melhor seleção possível. Certifique-se de visitar o JDA blog nas próximas semanas para mais posts sobre esse assunto.

Aqui na JDA entendemos que essas ideias de agilidade e vantagem competitiva são o nosso diferencial no mercado de hoje. Talvez o acrônimo de BoB pudesse mais apropriadamente traduzido como “Best of Both” (Melhor de Ambos) quando se trata de nossa vantagem de solução. É a base de onde nós desenvolvemos e inovamos todas nossas soluções. Oferecemos a profundidade e a maturidade da solução, como um fornecedor BoB e uma ampla gama de capacidades end to end, como um fornecedor ERP. Aprenda mais sobre como a JDA pode ajudar entrando em contato conosco hoje.