Onde Implementar Sua Solução Best-of-Breed: Ofertas de Nuvem Gerenciada – Parte 3

A Parte 1 desta série de blog destacou a comparação das soluções de Planejamento de Recursos Corporativos (ERP – Enterprise Resource Planning) com soluções Best-of-Breed (BoB), e quando BoB é a melhor opção para as cadeias de suprimentos. A Parte 2 da série se aprofundou nas necessidades específicas do planejamento e execução da cadeia de suprimentos e do debate sobre interoperabilidade fortemente acoplada vs. fracamente acoplada. Nessa parte atual você aprenderá mais sobre como executar sua solução de software BoB.

Você Finalmente Escolheu sua Solução de Software BoB. E Agora?

Ufa, você analisou uma dúzia de opções, finalmente escolheu sua solução de software BoB e seu parceiro de implementação para configurar tudo.  Acabou, certo?  Bom, na verdade ainda não, você ainda precisa aprender como executar!

No passado, o próximo passo seria passar o projeto para seu departamento de TI hospedar e gerenciar seu software e simplesmente aguardar sua vez na fila para as dotações de capital, compras e finalmente recursos. Hoje as coisas não funcionam mais assim, e existem múltiplas escolhas de como executar esse último passo, e todas merecem uma cuidadosa consideração.

Você já escolheu o software BoB, então eu recomendo que agora analise bem a escolha de uma oferta de nuvem.

Implantando e Gerenciando Internamente

Na maioria das empresas ainda é uma opção seguir o caminho tradicional de recorrer ao TI. Há certamente muitos departamentos de TI bem equipados para comprar e configurar o software.  Eles participarão do projeto e aceitarão os requisitos de manutenção em andamento. Esse ainda pode ser um processo eficaz e bem-sucedido. No primeiro dia seu sistema já estará fornecendo ROI.

Em longo prazo é que a coisa complica.  Os departamentos de TI modernos estão enfrentando cortes no orçamento anualmente ou, na melhor das hipóteses, permanecem iguais – o que é um corte com inflação real. Não é incomum encontrar um grupo de TI interno que gaste 80% ou mais de seu orçamento simplesmente para manter o que eles já têm. Uma vez que eles suportam muitos sistemas estratégicos e críticos, é raro poder atribuir recursos em tempo integral a qualquer produto e quase tão impossível esperar que esses recursos sejam capazes de acompanhar as mudanças no software. Os pedidos que podem trazer resultados reais entram na fila de TI, onde não é incomum aguardar meses ou mesmo anos para serem executados. Para upgrades você praticamente precisa de uma lei do congresso para fazer acontecer. E quando as pessoas mudam de emprego ou saem da empresa, informações críticas vão embora com elas.

Se você enfrenta este desafio, o resultado é muitas vezes um sistema que atingiu o ápice do valor no dia em que foi lançado.  Mudanças na empresa, assim como mudanças no software, simplesmente não conseguem acompanhar.  Os processos ficam gravados em pedra, mesmo processos que já não fazem mais sentido no modelo de negócios atual.

Não é incomum para mim conversar com uma empresa que possua mais de 5 anos de instalação e tenha medo demais para mudar qualquer coisa porque não se lembra do motivo original pelo qual foi solicitado.

A outra parte complicada é que é muito difícil calcular o custo real da execução do software.  Executar internamente geralmente será a opção mais barata no papel e na realidade, mas você realmente precisa se esforçar para descobrir isso. Uma vez que tantos itens são combinados com outras áreas, você obtém uma alocação baseada em algo, como o hardware investido, na melhor das hipóteses. Dadas as diferenças de complexidade entre os produtos, isso tende a mover todos para a média, então fica realmente difícil de comparar. Ao analisar os custos, você realmente precisa pensar nas habilidades que precisam ser mantidas, como administradores de banco de dados (DBAs – database administrators) e especialistas em aplicações, como você pode manter o conteúdo desses recursos e como seu conhecimento pode ser mantido quando eles saírem. E apesar de ser difícil julgar alguns custos de oportunidade, eles são muito reais. Não mudar e atualizar em um período razoável de tempo é sinônimo de perder dinheiro. O desgaste do pessoal significa um investimento para recuperar as habilidades em níveis aceitáveis. Os custos de oportunidade são difíceis de quantificar, mas precisam ser uma parte da equação.

Gerenciando Internamente: Implantando em uma Nuvem Privada/Pública

Existem muitas opções de nuvens disponíveis hoje, como pública, privada e híbrida. Ao decidir se deseja hospedá-lo internamente ou externamente, mas gerenciá-lo internamente, você precisará examinar essas opções e determinar o que funcionará melhor.

Existe lados positivos nessas opções, especialmente se seu software suporta elasticidade automática.  Você pode adicionar capacidade para períodos de pico com uma simples mudança. Suas opções para computação, entrada/saída (E/S), backup, recuperação de desastre e capacidade são muito amplas. A disponibilidade dos maiores fornecedores geralmente é muito boa, se sua definição de disponibilidade se adequar à sua definição (vale a pena examinar de perto).  O preço por unidade de capacidade é geralmente muito competitivo e continua a cair à medida que a concorrência cresce e o armazenamento a longo prazo de grandes quantidades de dados históricos se torna especialmente competitiva em termos de custos.

Porém, fique atento com algumas “pegadinhas”.  Se você precisa sempre de capacidade, nem sempre é claramente mais barato do que outras opções.  O cálculo de seus custos reais é difícil, pois você é cobrado em várias dimensões, como rede, armazenamento, computação, padrões de E/S, etc.  Geralmente, não é uma conta previsível e surpresas desagradáveis onde a utilização e os custos disparam são normalmente descobertos depois do fato já ter ocorrido, quando você já está devendo para o fornecedor.  Você tem muitas opções sobre como definir tudo – o que significa que você precisa escolher.  Esta é uma área em que nós aqui da JDA já vimos sob estimativa consistentemente.  Trabalhar com um fornecedor de nuvem acaba ensinando-lhe muito sobre como obter o que deseja, seja implementando uma política de retenção de dados ou escolhendo corretamente a configuração correta.  Você precisa ter cuidado para que a lição não acabe sendo dolorosa e cara.  Por fim, certifique-se de que a política de resolução de fornecedores para situações que não sejam completas seja o suficiente para sua empresa.  A maioria dos fornecedores de nuvem não tem tempo para consertar algo como um sistema que fica lento inusitadamente ou uma rede que cai intermitente.  E sua capacidade de olhar para as camadas sob a superfície é muito limitada – então você precisa da ajuda deles.

Nem precisa dizer que todas as outras questões sobre habilidades relacionadas ao software, banco de dados, etc. ainda se aplicam.  A opção da nuvem ainda exige que seu departamento de TI permaneça envolvido, embora sejam necessários menos recursos no dia-a-dia.  Sua conta pode flutuar de mês para mês, o que pode levar a surpresas desagradáveis.  E, apesar do custo de hardware ser menor, eu recomendo que você veja a quantidade de mão-de-obra necessária para obter essas economias.  Eu tento nunca trocar horas de trabalho por um hardware mais barato.  O custo de trabalho está sempre subindo e uma compra única de infraestrutura amortizada ao longo de 5 anos é, muitas vezes, muito menor do que as pessoas que não são da área de TI esperam.

A parte 4 desta série do blog mergulhará em detalhes na implantação da nuvem gerenciada do fornecedor de software BoB e na escolha de uma nuvem gerenciada por BoB.

Como a JDA Pode Ajudar Com Ofertas de Nuvem Gerenciadas

A JDA entende a importância de se concentrar nos resultados da empresa, cumprir os prazos dos projetos e ter uma nuvem gerenciada para apoiá-los. É por isso que a JDA investiu no desenvolvimento de uma capacidade de integração robusta, versátil e de alto desempenho que não só fornece um time-to-value acelerado através de interfaces pré-construídas e ferramentas de configuração fáceis de utilizar, mas também estabelece um alto grau de flexibilidade e adaptabilidade, permitindo apoio e evolução desta integração a longo prazo. Para aprender mais sobre como o JDA pode ajudar, entre em contato conosco hoje.